desencaminharte

meio rural - Alto Minho

festival de arte pública

encontro com a cultura do desvio para o ar livre

O desencaminharte é um festival de arte pública em meio rural e natural do Alto Minho.
A sua primeira edição acontece em Junho 2017, desde o nascer do sol de dia 1 até ao pôr-do-sol de dia 4.

Promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, realiza-se nos 10 municípios que a compõem (Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte do Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira), em 10 locais distintos, nos quais acontecem 10 intervenções de 10 artistas convidados.

Valorizar o Alto Minho como destino cultural e turístico, passa por desencaminhar a comunidade para este evento de reforço da região na qualidade de plataforma do Alto Minho. A programação do festival apoia-se na actividade diária de (a)gentes locais que promovem o meio rural e propõe a mobilização de visitantes para o seu trabalho, para a natureza, a paisagem, a arte, as múltiplas actividades ao ar livre, um pretexto para dormir sob as estrelas e descansar da cidade.

São quatro dias para apresentar um território que, como os rios, vai da serra ao mar. O programa do desencaminharte é um roteiro de descoberta alternativo, fora dos lugares comuns. Mesmo dentro dos artistas, há muitos que enfrentam o espaço público pela primeira vez.

Esta edição inaugura com o Dia Mundial da Criança. Convidamos desde já todos os pais e professores do Alto Minho a trazer os seus filhos às actividades desse dia. Em cada local, o artista convidado tratará de envolver os mais pequenos na sua intervenção.

A agenda integral será disponibilizada neste site e nas redes sociais do desencaminharte, no facebook e Instagram

Continua a acompanhar-nos.

Gostamos de desencaminharte.

10 municípios

10 freguesias

10 artistas

a imagem

O desencaminharte nasce sob o signo da serpente, réptil de poderosa mitologia e múltiplos imaginários, partilhado por diversas civilizações e culturas. Está implicada em mitos de criação, em algumas é símbolo de fertilidade ou até mesmo do cordão umbilical à Terra. Por cá, popularizada pela Árvore do Bem e do Mal, simboliza desvio, tentação, veneno e cura, engenho, regeneração. Muda de pele e sobrevive sibilante ao tempo da ciência.
Lugar de muitos atalhos e tentações, o Alto Minho é habitat de importantes espécies de serpentes, nomeadamente da cobra-cornuda e da cobra-rateira.

Serpenteante torna-se também o movimento natural da identidade territorial do Alto Minho, espaço que associa montanhas, rios e mar. 

No âmbito do festival, convidamos os artesãos a criar a nossa mascote. Lançamos concurso à região e a todos aqueles que queiram criar a serpente que vai desencaminharte.

Aqui, podes ter acesso a aplicações de imagem e comunicação do evento.

 

A comunicação

O desecaminharte adota como principais canais de comunicação o seu website e as suas redes sociais, no Facebook e Instagram.
São media partners do festival, em 2017, o Jornal de Notícias, o Porto Canal e o Faro de Vigo.
São parceiros institucionais de comunicação os 10 municípios do Alto Minho as 10 freguesias abrangidas pelas intervenções.

A imprensa

O festival quer desencaminhar a atenção e o olhar de quem faz notícias.
Aqui será publicado o Dossier de Imprensa do Festival, a 2 de Maio.

Pedidos de informação de órgãos de Comunicação Social poderão ser dirigidos a:
Bárbara Sobrado
emergecomunicacao@gmail.com
+351 913 039 671

sabias que...

… mais de um terço do território do Alto Minho é constituído por áreas naturais protegidas ou classificadas?
Para além do Parque Nacional da Peneda-Gerês, “moram” no Alto Minho as Paisagens Protegidas das Lagoas de Bertiandos, São Pedro de Arcos e Corno de Bico, o Parque Litoral Norte e diversos sítios da Rede NATURA 2000.

Sabias que...

… o Alto Minho é o espaço da Região Norte com mais Monumentos Nacionais, num total de 52 imóveis classificados?

sabias que...

… no território do Parque Nacional Peneda-Gerês estão radicados 114 aldeamentos, onde residem pouco mais de dez mil pessoas?
São sobre mulheres e idosos que se ocupam da agricultura, da pastorícia e da pecuária.

Sabias que...

… que o Alto Minho é a morada do único parque nacional do país e da única reserva de biosfera transfronteiriça reconhecida pela UNESCO?
É no Alto Minho que se encontra o único parque nacional português: o Parque Nacional da Peneda-Gerês. É também a única Reserva da Biosfera Transfronteiriça (Gerês/Xurés) reconhecida pela UNESCO. O lobo ibérico encontra aqui um dos seus últimos habitats. Aqui encontramos também 235 espécies de animais vertebrados.

Sabias que...

… o Alto Minho é a única subregião de Portugal integralmente certificada com a Carta Europeia de Turismo Sustentável?

sabias que

… Ponte de Lima constitui a mais antiga vila de Portugal, tendo recebido carta de foral em 1125?

Sabias que...

… o Alto Minho possui uma rede de vias verdes cicláveis com 124 Km de extensão, ao longo do rio Minho, do Atlântico e do rio Lima?

Sabias que...

… 12 praias atlânticas do Alto Minho foram distinguidas com o galardão de “Qualidade de Ouro”?